terça-feira, 19 de abril de 2016

Todo dia, é dia de Índio!

Em abril além e ser o mês da literatura infantil, muitas escolas e centros culturais optam em trabalhar paralelamente o mês do índio como uma extensão ao “Dia do Índio” comemorado em 19 de abril no Brasil para lembrar a data histórica de 1940, quando se deu o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano, quando as várias lideranças indígenas discutiram seus direitos, em um encontro marcante. 
 Lideranças indígenas participaram do planejamento da gestão 2015-18.
(Foto Ilustrativa: Diego Gurgel/Secom)
Embora muitas nações indígenas, critiquem o “Dia do Índio”, (porque já dizia Jorge Ben e Baby Consuelo “Todo dia era e ainda é dia de índio”), a data continua a ser lembrada e celebrada e muitas vezes uma série de estereótipos e preconceitos costuma invadir a sala de aula e diversos centros culturais, através de narrações de histórias e apresentações teatrais que colocam o índio como um ser a parte da sociedade ocidental. Em casa com as famílias não é muito diferente, a maioria das vezes os estereótipos e preconceitos são reforçados pela própria família, que apresenta uma visão genérica do que é ser índio.  

Início
 Uma fonte de pesquisa muito bacana para trabalhar a cultura indígena com as crianças é o Site “Povos indígenas do Brasil Mirim”, que apresenta mapas, fotos e vídeos de várias nações indígenas. A plataforma digital também tem jogos e brincadeiras que ajudam aprender forma divertida.
Um dos meus vídeos prediletos do site é a animação Pajerama, em que um índio é pego numa torrente de experiências estranhas e aos poucos é possível perceber como as transformações urbanas, silenciaram os espaços e culturas indígenas presentes na cidade de São Paulo, sobretudo no bairro Sumaré.
Vale a pena assistir, um dos meus alunos de 4 anos assistindo o vídeo chegou a seguinte conclusão: “Nossa, Mafu... Eu sei o que aconteceu nesse filme, tudo que era árvore na nossa cidade se transformou em prédio, a grama virou asfalto e os animais viraram as motos e os carros, muito triste, né?”

Então fica a dica além dos "Povos Indigenas do Brasil Mirim", é possível encontrar mais informações no site "Povos Indígenas no Brasil"  que apresenta um mapa com todas as nações indígenas brasileiras.

Povos Indígenas Mirim: http://pibmirim.socioambiental.org

Povos Indígenas do Brasil: http://pib.socioambiental.org/pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário